segunda-feira, 22 de outubro de 2007

A burrada número 2

Flores de meu jardim! Estão bem regadinhas? Não? Ah, fiquem tranqüilas, porque já vem umas gotinhas d’água pra vocês.

Estava eu passeando pela Internet, muito por acaso resolvi digitar no google a palavra “Lobo Solitário”, uma das publicações de minha adorada-salve-salve editora Panini. E me deparei com uma imagem interessante, veja:

Bonita a coleção, né? Deve ficar “bacanuda” numa estante, conferir status ao seu colecionador que, arduamente, comprou 28 exemplares de uma publicação seriada, de extremo bom gosto, com roteiro voltado para leitores adultos. Mas, epa! Tem algo errado aqui:

Meninos...sabe qual a importância de uma lombada para uma publicação? Identificá-la perante os demais livros expostos ao seu lado e diferenciar um exemplar perante os demais. Isso ajuda a localizar um livro numa livraria, numa biblioteca. Neste caso específico, a imagem que aparece na lombada busca confirmar a imagem da capa. Como se a revista dissesse, “ei, sou diferente da que está ali do lado! Me compre, sou nova!”

Agora imagina um comprador NÃO OTAKU, NÃO FREQUENTADOR DE FÓRUNS DE DISCUSSÃO DE QUADRINHOS (estamos falando de um produto industrializado, que deve abranger o máximo de clientes possível), e que não acompanha os lançamentos mensais de quadrinhos nas bancas, percorrendo as estantes de uma livraria atrás de Lobo Solitário. E se depara com este caso. Numa olhada rápida, o que pensar? O exemplar 6 não existe? No que devo confiar, na imagem ou no número? Pôxa, mas vou levar pra casa um exemplar com defeito? Vou perguntar ao vendedor se não tem um exemplar ‘normal’...

O problema aqui apresentado é um erro BÁSICO, porém FATAL, de editoração de uma publicação com lombada quadrada. Ainda mais para uma casa editorial feito a Panini, que lança Lobo Solitário não em formato popular, em revista, mas como item “colecionável”. E ninguém quer colecionar um erro massificado, né?

Não me consta a existência de qualquer pronunciamento OFICIAL por parte da casa editorial Panini a respeito do equívoco cometido. Nenhuma nota de rodapé. Nada. Se houve, IMPRESSO NAS PÁGINAS DA REVISTA, por gentileza, mande uma fotografia da mesma e corrigirei este post do blog. O justo seria encartar no exemplar seguinte um vinil adesivo (mesmo material utilizado nas FIGURINHAS autocolantes, que a própria Panini produz a rodo) com a imagem correta, juntamente de um pedido de desculpas ao leitor. Afinal, é ele quem paga o preço da publicação e, conseqüentemente, o salário de quem editou o material errado.

E sabe o que foi oferecido ao leitor que reclamou deste episódio?

http://orbitalzine.zip.net/arch2005-08-01_2005-08-31.html

Olha o tamanho do pepino, meu caro! Repare no que a falta de comunicação entre editora e leitor provoca:

1) Se não houve qualquer tipo de pronunciamento impresso nos exemplares de Lobo Solitário, como o leitor comum, o NÃO-OTAKU, vai descobrir a existência do blog de Elza Pacheco e, conseqüentemente, DESCOBRIR que ali está disponível para download e impressão uma errata?

2) A editora, neste caso, está assumindo que o leitor possui computador com conexão de Internet em casa, impressora, ou o que é pior, conhecimento de especificações técnicas de software de edição de imagens e suportes de impressão (veja item 3). E quem não tem posse desses bens listados aqui, como fica? É ignorado pela editora?

3) Mas o que o leitor fará com esse material? Imprimir isso numa jato de tinta? E ao entrar em contato com a umidade da cola a impressão borra e estraga ainda mais o exemplar? E a cola bastão? Não vai soltar com o tempo ao ser aplicada numa superfície laminada? E a cola quente?

Ah, amigo, olha a dor de cabeça criada pro consumidor por conta de uma falta de atenção!

O quanto ouvi de gente defendendo a Elza nesse caso... "ah, isso é uma besteira, eu nem ligo prá isso, você faz tempestade em copo d'água". Vamos usar um exemplo análogo: publicar uma "edição definitiva" de Harry Potter, ou das obras completas de Paulo Coelho, ambos pela editora Rocco. Você consegue imaginar a possibilidade, mesmo que remota, de um dos exemplares da suposta "edição definitiva" apresentar um erro na lombada? Nunca! Por que? A editora Rocco é séria, contrata PROFISSIONAIS. Gente que, se cometer um erro desse tamanho, a ponto de PROJETAR a capa de uma publicação, MANDAR O ARQUIVO PRÁ GRÁFICA (sem revisão de terceiros), IMPRIMIR, DAR A ORDEM para que os volumes passem pelo setor de encadernação da gráfica sem que haja um PRODUTOR GRÁFICO ao lado ACOMPANHANDO a produção dos mesmos e, finalmente, DISTRIBUIÇÃO DESTA PUBLICAÇÃO DEFEITUOSA, vai prá rua num piscar de olhos.

Portanto, amigo, a lombada do exemplar de Lobo Solitário #6 não é um errinho que deve passar batido. Porque ele demonstra claramente a estrutura precária, para não dizer PORCA, da representante da Panini no Brasil. Sabe qual a mensagem passada pela editora Panini do Brasil / Mythos neste caso? Contratamos mão-de-obra barata e não ligamos para a qualidade de nossos produtos. Uma contradição para os mangás publicados em formato de luxo e custando caros R$ 12,90.

Engraçado que toda editora de mangá no Brasil, quando acontece alguma quebra da periodicidade das publicações, usa a desculpa que "As capas precisam ser aprovadas antecipadamente pelos licenciadores no Japão" ou algo do gênero. Depois de uma burrada dessa você ainda acredita em tudo o que um editor de mangá no Brasil diz? Ah, faz-me rir!

-------------------

Fonte das imagens aqui utilizadas:

Lombadas Lobo Solitário: original em http://grandeabobora.com/wp-content/images/ls28vol.jpg

Capas: www.submarino.com.br

Lombada certa: http://orbitalzine.zip.net/arch2005-08-01_2005-08-31.html

-------------------

Aproveitando o espaço: ouça o podcast de meu considerado JRP a respeito dos problemas de UM exemplar de Lobo Solitário. É o do dia 18 de outubro, se não me engano.

7 comentários:

Fabiano disse...

esse erro é imperdoável mesmo.

mas eu colei a imagem que a elza peixoto disponibilizou assim mesmo.

só que imprimi em laser colorido direto na etiqueta.

marcus disse...

Eu fiquei muito indignado quando comprei meu Lobo Solitário 6. Até rolou um boato que que a Panini iria consertar isto, mas já se passaram mais de 2 anos e até hoje nada.

Mas é a única coisa que tenho a reclamar da editora. Antes ter a Panini fazendo estas cagadas pontuais do que a Abril Jovem lançando revistas mutiladas.

http://grandeabobora.com

Fabiano disse...

Na verdade eu concordo com a reclamação do JRP sobre o glossário.

acho que caberiam as duas coisas. um glossário como é hoje mais detalhado no fim da revista, MAS COM AS TRADUÇÕES RAPIDAS na borda da página.

Escreveu GOYÔ lá, coloca do lado um *Policia. simples assim. não mata a leitura e atende ambos os gostos.

Evil Magus disse...

A Panini nunca vai consertar isso, e nem vai consertar nada, falta inteligência na editora dos mangás para fazer algo decente.

O pior é saber que ela tem os amiguinhos dela lá, alimentando seu ego. Cada um deles esperando ser o próximo no lugar dela, apenas para virarem as costas.

CHapéu de Palha disse...

Criticar o trabalho dos outros é fácil demais.

Faz o seguinte..


Não gostou, não compra.

Baixa na internet.

Kasuga Kiyosuke disse...

Chapéu de Palha,

A filosofia deste blog é parecida com a que você propõe: não gosta, baixe na internet. De fato. Mas eu quero ler meu gibi na varanda da minha casa, no banheiro, em qualquer lugar e não encontrar problemas que afetem meu prazer em ler a HQ.

Agora, nem você nem ninguém pode tirar meu direito garantido pela constituição brasileira: o da livre expressão.

Débora disse...

Eu fiquei louca qdo vi, só que como colecino não vou deixar de comprar por causa disso né ( por isso eles não arrumaram esse erro absurdo) toda vez que olho na minha estante vejo essa bendita edição "repetida"...¬¬ ...lamentavel a falta de respeito aos leitores!
( Só to rezando para que Hot gimmick não saia pela panini e sim na Conrad ou na JBC)