sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Ferindo a ética


Tomo a liberdade de reproduzir aqui as considerações de meu caro BK a respeito de um texto presente na edição mais recente do Samurai Executor:

Uma coisa que me chamou a atenção neste último "Samurai Executor" foi uma imensa, senão a maior cagada da Elza.
Uma cagada ética.
Ela citou o budismo Soto-Zenshu e a escola Mahayana como referências para seu texto explicativo e, portanto, usou como base as duas correntes budistas como "explicação definitiva" para o texto citado no mangá.

Não cabe a uma editora optar por essa ou aquela corrente religiosa. Porque acaba virando PROSELITISMO religioso que indica a preferência da editora por tais escolas, descartando todas as demais.

É a mesma coisa que a gente citar um texto bíblico e atribuir sua "origem" como sendo do Catolicismo ou Adventismo.
Não.
Texto bíblico vem da bíblia, texto budista vem do budismo, não importando se esta ou aquela escola religiosa faz uso dela.

É OBRIGAÇÃO do editor ser indireto nesse sentido porque senão ele acaba fazendo propaganda religiosa e, pior, mostra que só esta ou aquela versão religiosa é a certa.
Quando não é nada disso.

Tivesse a Elza, e o Helcio de Carvalho que a empregou, um MÍNIMO de discernimento e profissionalismo, JAMAIS apresentariam a escola Mahayana ou a Soto-Zenshu como representativas definitivas do Budismo.

Mesmo porque, dentro do contexto da história, o personagem se faz usar de uma versão laica e personalista de textos budistas, sem que estes estejam obrigatoriamente atrelados a qualquer escola.
O personagem fez uma revisão pessoal do Budismo e, na profunda ignorância dos editores, deixaram uma moça completamente desaparelhada propagar escolas religiosas que não tem NADA a ver com a história...

Mas no entanto, uma pessoa da equipe (suspeito ser a tradutora) segue um desses movimentos!
Sacou?

Fosse a Elza competente, letrada, profissional mesmo, ela citaria o Budismo INDU (sic - correto é HINDU) como BASE para a filosofia do personagem e não sairia por aí catando xavecos de seus colegas.

Essa é a Elza. Uma incompetente completa que nunca deveria estar cuidando de quadrinhos.
Ela não tem capacidade para isso.
E nem a editora, por sinal.

----

Quando você assume o cuidado de uma revista de grande alcance, como é o caso das publicações da Panini, qualquer editor minimamente responsável adota atitudes éticas que visem levar adiante não apenas diversão mas preceitos e idéias pros leitores pensarem a respeito.
Tá certo que 99,999999% das revistas não fazem isso, ainda mais agora com os editores escalando gente "dócil" prá editorar as paradas.

Contudo, este missivista sempre acreditou que ALGUMA postura ética, no que tange à qualidade da Idéia que levamos ao leitor, deve ser cultivada de alguma forma.

Sei que aos olhos dos néscios de plantão parece que cometi incontáveis deslizes. E bem sei de meus pecados (tenho espelho em casa, muito obrigado).
Porém, em momento algum, em nenhuma publicação em que editei, eu NUNCA deixei de levar uma idéia ou proposta que fomentasse a discussão, o debate e mesmo a polêmica junto ao leitor.

Quem me lia na Japan Fury e na Animax, ou mesmo nos meus blogs, podcasts ou mesmo aqui no MBB, sabe que detrás da minha cortina de baderna SEMPRE existe uma coisinha ou outra nesse sentido.

O que acontece é que religião é um caso complicado.
Porque você, como editor, vai estar passando adiante uma perigosa: a de que, no caso da Elza, o Budismo se limita a duas escolas. E que estas estão servindo de base para o personagem se inspire a fazer isso ou aquilo.

Na minha modesta ótica, isso é ser anti-ético e desinformado: anti-ético porque não se pode limitar, mesmo que numa breve citação, duas escolas budistas especificamente. Isso significa descartar todas as demais, inclusive a que, eventualmente, foi usada na HQ.

E é desinformação pois, dentro do contexto histórico ou local da HQ, não se apresenta nenhuma escola budista como sendo a preferida pelo personagem.

Portanto, se fôssemos seguir a Lógica, não se deveria apontar esta ou aquela vertente budista como a "base" (atenção para as aspas) explicativa que se tentou impor ao leitor.
Fosse a Elza responsável, o que nunca será, certamente ela omitiria as escolas budistas citadas pois ela as usou apenas porque fulaninho do lado dela disse que era verdade.

Se ela fosse uma editora de verdade, não optaria nem por uma e nem por outra, atendo-se ao dogma de maneira genérica e não definitiva como ficou consignado.

E, modestíssima a parte, eu tenho experiência editorial o bastante prá saber as diferenças.


-----------

E só para fechar o tópico de hoje, já é dia 14 de dezembro, nenhuma publicação da Panini e nem a parte principal do site da empresa veicula o 'recall' de Trigun.

Fonte do texto: Fórum Multiverso Bate Boca: http://www.mbbforum.com/mbb/viewtopic.php?t=11528&postdays=0&postorder=asc&start=275

24 comentários:

Nitza Sharai disse...

AHuahuau adorei o blog!!! Eu nunca comprei nada da Panini antes, mas comecei a comprar Gantz agora e também achei estranho as notas de tradução no final -.-'' mas ainda não encontrei nenhum erro bizarro no mangá além disso, que pra mim pelo menos não é a coisa mais grave do mundo. Agora... Que merda foi aquela da historinha do baile funk com Vera Verão e ET e Rodolfo???? UASHuahusahUShuas putz, foi o cúmulo da tosqueira!!! Agora tô com medo de continuar comprando o Gantz, UASHuahsu, capaz de aparecer uma pérola desse nível nele também ;///

Nitza Sharai disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nitza Sharai disse...

PS: mas já teve erro no Gantz, parece que as primeiras tiragens do número 2 vieram com um número errado no meio do mangá, onde era pra ter o número 90 indicando a pontuação do Nishi tá 97, uHauahua. Mas isso foram nas primeiras tiragens, eles corrigiram as próximas... O meu veio normal (vantagem de morar em lugar que tras os mangás com atraso, hehe).

Hotaru Tomoe disse...

A panini atualmente é a melhor editora de mangás na minha humilde opinião, fazer uma ou duas burradas faz parte.
Se o senhor resolvesse criticar a Jbc vocêm teria material pro ano inteiro.

Kasuga Kiyosuke disse...

Hotaru, minha cara, leia lá meu texto, sobre a Panini ser a metonímia das editoras de mangá no Brasil. O que acontcece lá, acontece na JBC, Conrad, etc.

Se as cagadas da JBC a incomodam tanto, por que não abre um blog tratando do assunto?

Hotaru Tomoe disse...

Excelente idéia, pena que eu não tenho conta no blogger...

Kasuga Kiyosuke disse...

Crie uma! Fiz a minha em menos de 15 minutos! Deixe de ser medrosa e monte o blog! Ou não reclame da minha atuação.

Ao menos eu faço algo. E você?

cpr disse...

A JBC pode ter pode muitos defeitos mas, nem de longe, os erros da JBC se comparam as cagadas feias q a Panini cometeu(e ainda comete) na linha de mangás. Basta vc comparar a forma como a JBC fez o recall de Holic e Furuba e ver como a Panini está fazendo esse recall de Trigun. Eu, particularmente, considero a JBC a editora de mangás mais profissional do País. Mas não pelo fato de ela ter um profissionalismo invejável mas sim pq as outras duas dão vacilo demais (Panini, principalmente) Só o fato da JBC, até hoje, não ter interrompido bruscamente a publicação de um mangá já a coloca em um patamar acima das demais. Curioso é ver como os otakus fazem uma verdadeira malhação em cima da JBC quando ela dá um vacilo(as vezes nem isso) mas quando a Panini faz coisas piores eles não reclamam do mesmo jeito e de certa forma até apoiam, inclusive.

cpr disse...

Alem do mais a JBC não tem a Elza Keiko ;)

Ragnarok disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabriela Iscariotes disse...

Já sei a resposta das perguntas, mas será que ninguém na Panini percebe que notas de tradução no final são uma titica? Que sem uma indicação que aquilo é uma nota de tradução (negrito, número pequeno do lado, ou até letrinhas pequenas no rodapé) ninguém percebe que precisa voltar lá atrás e ver o que aquilo significa? Nem me lembre de como era péssimo ler o Lobo Solitário.

De reclamação da JBC, que eu me lembre agora, só o aumento drástico do preço das últimas edições do Kenshin.

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

A panini faz cagadas? sim faz claro, todas as editoras fazem, nao vou esconder , mas a panini e minha editora peferida.
Bem, sobre cancelamento, panini ta ai de volta com 2 titulos que tinha cancelado, mesmo com prejuizo, pra mim o tratamento que a jbc da nos seus mangás consegue ser pior que cancelar, um editora que coloca gírias em seus mangás (vai ve os primeiros números de tsubasa, tive que pega um dicionário de gírias para entender o que estava escrito ¬¬) e so depois de MUITA reclamação diminuiram, jbc usa nomes americanos (Guerreiras mágicas e yugioh), usa seus mangás como anuncio publicitário (!!!), e a unica editora que ainda usa o formato meio tanko (sso por dinheiro), alem de ter propagandas, enquanto na panini temos lindas contra capas personalizadas (coloridas até, como vem aocntecendo) na jbc agora temos contra capas coloridas, PROPAGANDAS coloridas! booa jbc, e o pior disso tudo e essa editora de merda aumentando o preço, ja nao asta anuncios, nao gasta nem um pouco com qualidade, usa nomes americanos (shoran) e tambem CRIA nomes (phi) kd o "profissionalismo"??
Panini agora colocou uma folha colorida em gantz, e aumentou algo?? não, isso sim e profissionalismo, quando penso que esperei negima meses para receber um AUMENTO de preço, fico triste, e a panini demora 1 mes pra por pag colorida em gantz demora menos de 1 mes, isso q e editora!=)
Para o que reclamo de notas de tradução: eu prefiro uma nota no fim do mangá do que enfia letras minusculas que mal da para ler (negima que o diga)...
Não defemndo a panini, mais vc tambem força a encontra erros kasuga, pela mor, você deve comprar todos os mangás da panini por mês so pra procura problemas, da proxima vez vai ser o que? falto uma letra?, veio uma pagina colorida? (nao duvido que voce arranje algo para dizer que isso foi ruim)...
CPR,vocês nao tem a elza, mas voces tem o del grecco, cotcerteza muito pior, um péssimo editor editor, sem o minimo de comeptencia, ele mesmo falou que "brincava" com os mangás, aonde ta o profissionalismo nisso?? um editor que coloca gírias regionais em seus mangás, sera que ele acha que e apenas sudeste que lê mangá, aonde esta o profissionalismo da jbc??
Vivem falando que a elza nao tem competncia para mecher com quadrinhos, mas marcello del greco enche seus mangás de quadrados brancos, preguiça??
Pega os da panini, te garanto que vai ser dificil encontrar quadrados iguais aos da jbc, inclusive redesenham imagens, vai ver negima, ja vi cortarem quadrinho PELA METADE com um quadrado branco,
Mas na minha opnião NADA bate o que jbc fez com inuyasha, um aumento de 2 reais, extrema falta de respeito com fãs que comporaram fielmente por anos, e o pior disso e ter que ler um mangá de 6,90 e ve na ultima pag um "nao leia por aqui" no MEIO do quadrinho, entao se pegasse o mangá e sem querer abrisse pelo lado errado ja via spoiler e ferrava a edição inteira, booa jbc!
Bem, jbc na minha opnião FOI a melhor editora, se mantesse a qualidade que tinha antes e preços menores (no max 4,90, ate 5,90 com pags coloridas, tipo chobits, aquele sim devia ser MODELO dos mangás jbc), bem, ainda tem muito mais merda da jbc, mais nao vale a pena fica escrevendo aqui, ainda bem que parei de comprar mangás dela...
flw

Kasuga Kiyosuke disse...

Caro .,

Como eu sempre escrevo: este blog trata-se de um recorte da realidade das editoras de mangá no Brasil. O que ocorre na Panini, ocorre na JBC, Conrad, etc.

Sou leitor de ALGUNS títulos Panini, e o resto recebo as dicas de meus colaboradores, gente que lê meus textos.

Sugiro fortemente que direcione toda a sua sagacidade, fúria, ou como quiser chamar aquilo que o moveu a escrever em meu blog, para a criação de um blog SEU a respeito dos erros da JBC. Te dou todo o meu apoio. Não sou super-herói da crítica às casas editoriais no Brasil, sou um cara comum que faz inúmeras coisas além deste blog.

Vamos lá! Criar uma conta no blogger não toma nem 5 minutos.

. disse...

Não tenho nad acontra vc, direito e seu, apenas fiz um texto para mostrar tamanho "profissionalismo" da jbc e acabei me empolgando hehehe, ra ser sincero nao tenho saco pra criar blog, mas ja penso em criar um sim, espero poder juntar mais algumas pessoas para isso ^^
Bem, como ja falei, o texto nao foi "diretamente" a vc e mais as pessoas ali de cima =P
BhauHAUAHA
Sim, infelizmente mangá no brasil e uma merda no geral, no máximo edições de luxo da conrad se salvam bem, e alguns tankos..=/
no mais, gosto do seu blog, so acho meio sensacinalista as vezes..
flw

cpr disse...

Chilique otaku é foda, hahahahahahhahaha

Gabriela Iscariotes disse...

Um conselho ao ., se resolver criar um blog pra falar mal da JBC ou qualquer outra editora: melhorar o português é bom. Saber usar pontos e vírgulas, revisar o texto antes de enviar pra ver se não tem nenhuma palavra errada ou erro de digitação, reler tudo e modificar pra deixar a leitura agradável... não é xingamento nem alfinetada, é um toque mesmo.

Quanto à algumas críticas suas à JBC: não vejo nenhum problema em botarem propagandas nas contracapas, muito menos em usarem nomes traduzidos. Geralmente eles optam pelo nome mais conhecido no Brasil. Por exemplo, todo mundo que sabe sobre mangá já ouviu falar de "Magic Knigths Rayearth" ou "Guerreiras Mágicas Rayearth", mas poucos saberiam que é "Maho Kishi Reiasu". Esse título não chamaria tanto a atenção.

Eu até já pensei em fazer algo do tipo, mas só compro dois mangás atualmente, ambos da Conrad. E apenas um apresenta problemas gritantes. E pra mim não faz o menor sentido (e eu gastaria grana pra chuchu) comprar revistas apenas pra resenhar.

Hotaru Tomoe disse...

Kasuga, você tanto reclamou agora toma: http://mancasdajbc.blogspot.com/

. disse...

"Chilique otaku é foda, hahahahahahhahaha"

Se nao tem resposta melhor nao fala, não sou otaku, longe disso,mas quando vejo alguem falando merda que nem vc da vontade de falar msm =)
Dizer que e "chilique de otaku" e porque nao tem resposat melhor pra falar....

Kamen Rider disse...

"Quanto à algumas críticas suas à JBC: não vejo nenhum problema em botarem propagandas nas contracapas, muito menos em usarem nomes traduzidos. Geralmente eles optam pelo nome mais conhecido no Brasil. Por exemplo, todo mundo que sabe sobre mangá já ouviu falar de "Magic Knigths Rayearth" ou "Guerreiras Mágicas Rayearth", mas poucos saberiam que é "Maho Kishi Reiasu". Esse título não chamaria tanto a atenção."

Concordo com isso, pois quanto maior for o nº de anuncios PAGOS o preço de capa da revista poderia diminuir.

cpr disse...

"Se nao tem resposta melhor nao fala, não sou otaku, longe disso,mas quando vejo alguem falando merda que nem vc da vontade de falar msm =)
Dizer que e "chilique de otaku" e porque nao tem resposat melhor pra falar...."

Não. Eu dei essa resposta pq não é bom agente perder tempo discutindo com idiota, sabe? Portanto quanto menos tempo agente com babacas(ainda mais da internet) melhor ainda =)

cpr disse...

É bom ver q os leitores tão começando a se manifestar contra as mancadas das editoras. Bom isso.

Kasuga Kiyosuke disse...

Meninas, não briguem aqui...ao menos ponham biquinis e rolem na lama, risos...

caro ., reitero o convite para que você, como usuário frequente neste blog, montar um a respeito dos erros editoriais cometidos pela editora Panini. Terá meu apoio e mesmo uma matéria ou duas de presente.

Gabriela Iscariotes disse...

Bem lembrado, Kamem Rider: propagandas nas revistinhas devem (ou pelo menos deveriam) fazer o preço de capa cair.

Turma da Mônica tem propaganda, Marvel e DC tem propaganda, até os mangás no Japão tem propaganda: porque aqui não deveriam ter?