quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Tome vergonha na cara, Panini!


Para quem não sabe do caso, o título de mangá Trigun iniciou a publicação no formato 'meio volume' de aproximadamente 196 páginas cada. Isso há alguns meses. Por algum motivo espatafúrdio, a coleção foi reiniciada em formato volume inteiro (umas 400 páginas ao todo), sem maiores explicações aos leitores. Cagada, que ficou maior ainda: quando os volumes partidos ao meio foram lançados, ficou faltando 30 páginas de história.

Meu Deus! Como fica o leitor? Ele teria que gastar mais R$ 9 - 12 reais por uma história que ele já leu para ver 30 páginas inéditas e aí sim entender o resto do mangá?

Foram meses de reclamações, petição online por parte dos leitores e nenhuma postura por parte da editora. Até ontem. Acompanhe:


Fonte: Forum Multiverso Bate Boca, acessado em 06 de dezembro de 2007
tópico: http://www.mbbforum.com/mbb/viewtopic.php?t=13582

Citando o tópico consultado:


"Os dois primeiros volumes de Trigun foram relançados em um único volume devido a exigências do licenciante. Em respeito aos seus consumidores, a Panini está disponibilizando o recall dessas duas edições, que será realizado da seguinte forma:

1. Do prazo:
Serão atendidas todas as cartas postadas até o dia 21/12/2007.


2. Dos produtos a serem trocados:

2.1. O recall se refere unicamente às edições Trigun #1 (ISBN 857351367-5 – 1) e Trigun #2 (ISBN 857351367-5 – 2), contendo 196 páginas cada.

2.2. A edição Trigun #1 COMPLETA, que substituirá os antigos volumes 1 e 2, contém 370 páginas e apresenta o código de barras ISBN 857351367-5 – 3.


3. Do procedimento:
3.1. O leitor deverá retirar as capas de seus exemplares (identificados com os códigos de barras ISBN 857351367-5 – 1 e ISBN 857351367-5 – 2) e enviá-las – SOMENTE AS CAPAS – juntas e no mesmo envelope para a Panini, em CARTA REGISTRADA PELOS CORREIOS. A remessa será paga pela Panini.

3.2. A carta deverá estar identificada com as palavras RECALL TRIGUN para facilitar a triagem.

3.3. O endereço para envio é:
RECALL TRIGUN
PANINI BRASIL LTDA
CAIXA POSTAL 210
TAMBORÉ – BARUERI – SP
CEP: 06455-972

3.4. A Panini enviará a edição 1 COMPLETA (ISBN 857351367-5 – 3) em um prazo de 15 a 60 dias a partir do recebimento das CAPAS (e somente capas) das edições identificadas com os códigos de barras ISBN 857351367-5 – 1 e ISBN 857351367-5 – 2.

3.5. A troca não poderá ser feita na sede da Panini.

3.6. Após 3 (três) tentativas de entrega não sucedidas, a revista retornará a Panini, podendo ser retirada pelo cliente em endereço informado pelo atendimento da editora (e-mail: atendimento.cliente@panini.com.br / Fone: (11) 3021-6607) em até 180 dias após a confirmação do pedido.

Panini Brasil Ltda"

---------------

Corninhos de meu coração, vocês viram o mesmo que eu? Um tópico é lançado em um fórum de discussão de OTAKUS (uma parcela de consumidores) no dia 05 de dezembro, oferecendo um recall cujo prazo máximo é dia 21 de dezembro do mesmo ano. Vamos fazer interpretação de texto?

Propõe-se o recolhimento de duas publcações com problemas de editoração, sendo que cada uma das mesmas permaneceu durante 30 dias nas bancas, num prazo ínfimo e cujo comunicado é feito quase que no boca-a-boca.

E quem comprou o gibi e não tem internet, como vai descobrir a existência deste recall?

Francamente...que postura é essa da casa editorial? Se uma FORD fabrica uma determinada série de carros com problemas nos freios (isso já aconteceu, lembra-se?) faz-se um comunicado veiculado na televisão (tipo horário do Jornal Nacional), o prazo para recolhimento dos veículos é de MESES (3, 4) e ainda assim pede-se desculpas aos consumidores pelo equívoco, pretendendo assim zelar pelo nome da empresa.

O básico seria a Panini editar em todas as publicações da linha Planet Manga um pedido de desculpas pelo incoveniente e dar as indicações para o recolhimento dos exemplares. E não ocorre nada disso! Por que será?

Vejam a falta de seriedade da casa editorial. Pensem nisso.

4 comentários:

Gabriela Iscariotes disse...

Eles ainda tem coragem de chamar isso de recall? Um negócio meia-boca, divulgado apenas via internet, com um prazo ridículo desses? E ainda tem gente que dá parabéns à editora por esse serviço de porco?

Ai, ai, ai...

Kasuga Kiyosuke disse...

Gabriela, caríssima! Lembro-me de você no blog do Zé Roberto...tá sumida, hein? Seja bem vinda aqui, sempre e sempre.

Tenho observado o comportamento da molecada perante o 'recall' (hahahahaah)...caramba, os gastos que têm que fazer para mandar as capas em CARTA REGISTRADA são altos. Ok, direito do leitor, ele tem que fazer valer. Mas é prá receber um gibi com problemas de acabamento gráfico como impressão ondulada e encadernação que solta.

Esse povo devia aprender Inglês e comprar no Amazon. A edição da Dark Horse dói no coração de tão bem feita.

Gabriela Iscariotes disse...

Da minha parte, eu parei de comprar o One Piece da Conrad: faz dois meses que o gibi não sai, nenhuma satisfação foi dada e um dos membros da comunidade de OP no Orkut só conseguiu resposta porque telefonou pra lá (nem a email eles respondem).

O que me deixa mais p. da vida nesses casos é a goiabice dos otakus: falam da editora como se ela estivesse fazendo um grande favor e eles tivessem a obrigação de ser eternamente gratos. Depois que vi um falando que a solução para a Conrad melhorar a qualidade era todo mundo aprender japonês e ler no original (e que até ele, que fazia faculdade, saía com os amigos e praticava esporte tinha tempo e dinheiro, qualquer um tinha), desisti desse pessoal.

Kasuga Kiyosuke disse...

Gabriela, isso é sério. Pois isso é falta de conhecimento sobre os direitos do consumidor, algo básico da cidadania. É um aburguesamento, alienação unida a uma 'peixotanização' do otaku. Todo mundo é bonzinho, fiel, passivo...